segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Qual a diferença entre formato JPEG e RAW?


Foto com tratamento no lightroom... pequenas diferenças que fazem toda diferença!
Foto sem tratamento no lightroom
Qual a diferença do formato JPEG pro RAW?
O que é RAW?
Se fizéssemos uma analogia com a fotografia analógica, o arquivo em RAW corresponderia ao negativo. Não é um arquivo de imagem, mas ele contém todas as informações necessárias para a criação da imagem. É a reprodução mais fiel do que foi capturado pela câmera, sem nenhum processamento (por isso é chamado de RAW, que significa “cru”). O processamento será feito pelo computador, o que garante uma imagem mais acurada e te dá a flexibilidade para corrigir e manipular diversos aspectos como a exposição e a temperatura sem que a qualidade seja comprometida.
O que é JPEG?
Quando você tira a foto no formato JPEG, a câmera processa a imagem rapidamente, comprimindo-a antes de salvá-la. O resultado é um arquivo mais leve, pronto para ser usado (pois é um arquivo de imagem e não precisa ser processado pelo computador), porém com uma perda de resolução e cor em relação ao que o sensor da câmera capturou no momento da foto. Essas informações perdidas não podem ser recuperadas e manipulações posteriores feitas em programas editores de imagem podem gerar perda de qualidade.
Se sua prioridade é a qualidade das imagens, fotografar em RAW (pronuncia-se Ró) é a melhor opção. Mas isso vai trazer algumas desvantagens que devem ser consideradas. A foto em RAW é mais pesada (o tamanho do arquivo pode ser até 3 vezes maior do que o arquivo em JPEG), leva mais tempo para ser gravada na câmera (o tempo mínimo entre um disparo e outro aumenta) e precisa ser processada no computador (o que demanda tempo, além de um computador razoável, já que são arquivos pesados).
Se você não consegue se decidir, existe também a possibilidade de fotografar em RAW + JPEG, o que faz com que sua câmera produza os dois tipos de arquivo a cada disparo. É claro que isso vai tomar um baita espaço no seu cartão de memória, mas se você é do tipo mais "obsessivo", também vale!
Resumindo:
JPEG: é uma imagem compactada, ou seja, naõ tem todas as informações real da imagem.
RAW: é um arquivo cru, que contém todas as informações da imagem. RAW é um arquivo feio, sem cor, mas quando as imagens são tratadas fica sem dúvida, muito melhor e com cores mais definidas que o JPEG.
Minha opinião (Daniela Kemie)
Há um mês atrás, se alguém me perguntasse qual o melhor formato de arquivo para gravar suas fotografias digitais, eu recomendaria, sem hesitação, o JPEG. Não porque eu gosta da tendência que o JPEG tem para comprimir arquivos e, portanto, comprometer a qualidade da imagem. Recomendaria porque o JPEG era a melhor forma de rapidamente gravar e editar imagens digitais.Isso, em grande parte, ainda é verdade. Porém, enquanto o RAW era um formato arcaico e difícil de trabalhar no passado, hoje encontrar suporte em todos os principais softwares de edição de imagens. Portanto, se sua câmera digital tem um modo de captura em RAW e você sempre pensou em experimentá-lo, agora é uma boa hora.
Bom pessoal, como vocês já sabem, recentemente fiz alguns cursos de fotografia, e um deles foi o Lightroom, o novo curso da Adobe que trata de imagens. O programa mais usado hoje para tratamento de fotos pelos melhores profissionais da área. O photoshop não está descartado não, mas hoje, o Lightroom é o melhor pra tratamento de imagens, até porque ele trata arquivos em RAW.
Antes, tinha um certo receio em fotografar em RAW, até porque meu computador não lia este tipo de arquivo, mas agora que aprendi que RAW é maravilhoso e que todo profissional que se preze deve fotografar em RAW, não quero mais saber de arquivos em JPEG… (kkk… me desculpe os amadores).
Aqui em Imperatriz ainda não conheço ninguém que fotografe em RAW e nem tão pouco que conheça o lightroom, se alguém conhecer, por favor me diga, pra trocar umas idéias e tirar umas duvidazinhas.
Bom, posso dizer hoje que eu fotografo em RAW, e estou mandando esta dica porque em breve breve vocês ouviram falar muito em RAW, então, quando perguntarem qual a diferença, vocês já sabem.

Essa é mais uma dica da FOTOGRAFE.

Daniela Kemie

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário